Trauma DentárioPrevenir Traumas Dentários com Protetor Bucal é um Hábito Saudável – Dicas de Traumas Dentários

Durante a infância é comum que as crianças, que levam milhares de tombos – aprendendo a andar, correndo, brincando e andando de bicicleta – acabem batendo os dentes. Por isso, os pais devem saber como proceder no caso de um acidente para conseguir “salvar” o dente ou, pelo menos, diminuir os danos.

A primeira coisa fazer é manter a calma, a criança irá refletir o desespero dos pais ou responsáveis quando estiverem nervosos. O ideal é ligar imediatamente para um odontopediatra (dentista especialista em atender crianças) para descrever o ocorrido, pois o sucesso do tratamento poderá depender do período de tempo entre a ocorrência do traumatismo e a atuação do profissional.
A queda pode provocar algumas situações em que somente um profissional poderá avaliar a gravidade da situação, diagnosticar e tratar:

1. Corte labial ou gengival- Indicamos a LASERTERAPIA.
2. Mobilidade dental.
3. Deslocamento dental lateral ou intruir (entrar) ou extruir (sair parcial ou total).
4. Mudança de cor da coroa do dente (após alguns dias).
5. Fraturar o dente – neste caso deve-se, se possível “guardar” o fragmento do dente em recipiente limpo com soro fisiológico ou leite e levar para o dentista o quanto antes para uma possível restauração dentária e retirar bordas cortantes do pedaço do dente que ficou na boca).
6. Avulsão dentária (perda do dente) – neste caso deve-se, se possível, “guardar” o fragmento do dente, se for de dente decíduo (de leite) não será reimplantado, mas o dentista verificará se o dente avulsionou íntegro. Em crianças maiores, caso o dente seja permanente deve “guardar” o fragmento em recipiente limpo com soro fisiológico ou leite e levar para o dentista o quanto antes, neste caso pode-se tentar um reimplante.

A equipe da ICEO KIDS ensina a usar escova nova , escovar bem a região dos dentes e gengiva, não mastigar nada duro em 1 semana e o principal: aplicar a laserterapia que ajuda a cicatrizar a região do trauma.

COMO PREVENIR TRAUMAS DENTÁRIOS

1. Evite situações de risco, como uso de andadores para bebes.
2- Evitar hábitos de sucção de chupeta, mamadeira, e dedo que projetam os dentes para fora.
2. Use protetores bucais para pratica de esportes de risco.
3. Evite dar golpes na boca e brincadeiras com objetos perigosos.
4. Use escada na entrada e saída das piscinas.
5. Use cinto de segurança quando estiver no carro.

Pouco se tem feito para promover informação educativa básica à comunidade quanto ao trauma dentário, causas, conseqüências, medidas básicas de atendimento emergencial e prevenção. Ao levar o conhecimento à população, ela participará:

Educando aos outros e prevenindo situações de risco.

Prestando os primeiros socorros, o que limitará o dano na região afetada.
O traumatismo dentário não só compromete a integridade da dentição, como também poderá afetar a auto-estima, a qualidade de vida e, dependendo do caso, acompanhar o individuo pelo resto da vida. Por isto, é importante conhecer e realizar os primeiros socorros adequados no momento da emergência.

Por Drª. Lucienne de Carvalho, odontopediatra há 40 anos, criadora do PREV CÁRIE ZERO, expertise em traumas dentários e sedação em crianças e Drª. Marise Yanirin (Odontopediatra, Ortodontista, Master Coach, seu talento são com os bebês, o PREV CÁRIE ZERO, traumatismo, sedação e programa de Hábitos Saudáveis.

Compartilhar: