Respiração-pela-boca
A dificuldade de respiração nasal se dá, geralmente, por hipertrofia de amígdalas e adenoides, rinite, bronquite, sinusite e desvio de septo. Existem também razões não nasais: distúrbios ortodônticos causados por uso de chupetas, mamadeiras, sucção de dedo, língua de tamanho aumentado, etc.

A respiração com a boca aberta também pode alterar as funções musculares do rosto afetando a fala, a deglutição e a mastigação, com reflexos sobre os dentes. Geralmente, a respiração pela boca ocasiona má oclusão (posicionamento inadequado dos dentes) como mordida aberta e cruzadas.

Mas, o grande desconforto imediato está em não dormir bem, o que afeta a rotina e as relações interpessoais e interfere no estudo e no trabalho. Quem respira pela boca tem sono leve, entrecortado e agitado. Com freqüência ronca. O mal dormir leva à sonolência diurna, diminuindo a capacidade de concentração, aumentando o cansaço, a indisposição física, o baixo rendimento e a agitação psicomotora. A redução de oxigênio nos tecidos além de agravar esse quadro contribui para o comprometimento da memória e do humor.

A avaliação do ortodontista é fundamental para corrigir problemas de má oclusão: mordida aberta e cruzadas e atresia maxilar. O aparelho disjuntor ortopédico, ajuda no crescimento dos ossos e a posição dos dentes, melhora a respiração, usado de 4 a 12 anos de idade, não causa dor e tem resultados eficazes a partir de 1 mês de uso.

Mas para avaliar a causa, tratar e manter uma boa respiração é importante a avaliação multidisciplinar (otorrino, fonoaudiólogo). O fisioterapeuta é indicado para as correções posturais, e, muitas vezes, no caso de crianças e jovens, há necessidade da intervenção do psicopedagogo para recuperar a auto-estima prejudicada pelo baixo rendimento escolar e pela falta de disposição física, confundidos com preguiça por pais e professores.

Por Drª. Paulene Cardoso, Ortodontista, Mastercoach, Palestrante de Ortodontia Multidisciplinar e Hábitos Saudáveis, autora do livro Talentos que transformam Hábitos.

Compartilhar: